Minha homenagem no Dia do Humanitário

Celebrado dia 19 de agosto, vai para alguém que desenvolveu um lindo trabalho e que dá nome a uma Escola de Educação Especial de Praia Grande: Sergio Vieira de Mello – Filósofo e humanitário que com apenas 21 anos começou sua trajetória na Agência da ONU para refugiados, que tem como objetivo proteger pessoas que foram forçadas a deixar tudo para trás para escapar de guerras, conflitos e perseguições.
Um tema atual, né? Mas ele sempre colaborou em crises humanitárias em Bangladesh, Sudão, Chipre, Moçambique e Camboja, trabalhando com refugiados e em campos de guerra. Sempre compromissado com as causas humanitárias ocupou o cargo de Alto Comissário das Nações Unidas para Direitos Humanos em 2002. Infelizmente, em 2003, enquanto atuava como representante oficial das Nações Unidas para o Iraque, buscando solucionar o violento conflito que assolava o país, Sérgio foi vítima de um ataque fatal à sede da ONU em Bagdá.

Em 2003, Praia Grande escolheu uma Escola da Educação Especial para dar seu nome, homenageando este humanitário exemplar. Por isso, relembro aqui o início da luta pela educação em Praia Grande, na década de 90, com atenção maior para as crianças e pessoas com deficiência.

Acompanhei o trabalho de Sergio Vieira de Mello no Timor Leste, quando ele foi responsável por um processo de democratização. E infelizmente foi morto num ato de terrorismo e irresponsabilidade que não leva o mundo a lugar nenhum. Foi um homem que lutou por anos e anos para espalhar a justiça social.

A Educação é o primeiro processo para o desenvolvimento de uma sociedade. Os países que conseguiram suplantar suas dificuldades e que criaram uma maior justiça social, foram os países que investiram maciçamente na questão educacional. Ela é a única forma de se espalhar a justiça social. Além da E.M Sergio Veira de Mello ainda temos, em Praia Grande, a Escola de Educação Especial Anahy Navarro Trovão, inaugurada em 1996. As duas juntas atendem centenas de alunos que não se enquadram na inclusão da escola regular, oferecendo atividades diversas, como oficinas de artesanato, de culinária e esportes.

Uma homenagem feita de coração!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *