Tecnologia e inovação transformam educação

Atualmente, as unidades municipais contam com programas e equipamentos de última geração. As iniciativas educativas ligadas ao mundo digital e tecnológico fazem parte do programa Educação do Futuro. Ao longo dos últimos anos, tablets, lousas digitais e mesas interativas mudaram a forma de aprendizado dos alunos. As respostas aos investimentos  surgiram e deram destaques para as notas alcançadas pelos estudantes no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), além  do desempenho em competições como as olimpíadas brasileiras de Matemática (Obmep) e de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Alunos e professores utilizam lousa digital

Hoje, Praia Grande conta 820 lousas digitais instaladas em todas as salas de aula. O número fez com que o Município fosse considerado aquele que possui maior quantidade do equipamento na rede municipal de ensino no Estado de São Paulo.

Em 2019, as unidades de Educação Infantil receberam as mesas interativas. Ao todo, 274 aparelhos da PlayTable foram instalados em 29 laboratórios de informática. Além de 20 equipamentos disponíveis nas salas de Atendimento Educacional Especializado (AEE).

De maneira digital, interativa e multidisciplinar, a PlayTable ajuda a desenvolver habilidades cognitivas e a coordenação motora, além de trabalhar alfabetização, matemática, ciências, artes, história, entre outros temas.

Interatividade entre alunos e novas tecnologias

Os jogos e aplicativos da PlayTable são fundamentados nas diretrizes curriculares do MEC Além dos assuntos específicos, os aplicativos desenvolvem o raciocínio lógico, a memorização, a atenção e paciência, a criatividade, a resolução de problemas, as linguagens de expressão e a coordenação motora, deixando os alunos mais curiosos, observadores, concentrados e comprometidos.

Para garantir o sucesso de tanta tecnologia, os professores que lecionam na rede municipal de Praia Grande recebem diversos cursos de capacitação, além de contar com plano de carreira. Outro ponto que também é destaque são os salários dos professores, aqueles que trabalham no Ensino Fundamental, por exemplo, podem ganhar até R$ 6 mil, por 40 horas de jornada. Cada educador tem como missão trabalhar com seus alunos, além do conteúdo programático da grade curricular, o desenvolvimento dos aspectos sociemocionais, despertando neles a capacidade de estabelecer objetivos e persistir para alcançá-los, ter sensibilidade com relação ao outro e às diferenças, a capacidade de tomar decisões íntegras, entre outras.