Idosos aproveitam convivência entre amigos e familiares

Pensando em criar um lugar onde os idosos pudessem socializar e ter lazer, já que muitos passavam a maior parte do tempo sozinhos, Alberto Mourão trouxe para Praia Grande a Creche do Idoso. Ele sabia que o espaço ajudaria a amenizar os impactos do envelhecimento, trazendo para essa nova fase da vida um olhar diferenciado para atividades feitas com outros membros da comunidade, por exemplo. Além disso, o lugar permitiu que os familiares pudessem trabalhar de forma mais tranquila, sem precisar também tirar o idoso do convívio familiar; em muitos casos, o parente acaba recorrendo à casa de repouso.

O Centro Dia, mais conhecido como Creche do Idoso, foi criado em 1996. O espaço inicialmente atendia a necessidade de seis famílias que precisavam do serviço, já que não tinham interesse em colocar seus familiares em abrigos e apenas necessitavam que fossem cuidados durante o dia, de segunda a sexta-feira, enquanto trabalhavam. Devido ao sucesso da iniciativa, o número de vagas foi ampliado e, atualmente, o Município conta com seis unidades: Creche do Idoso Guilhermina, São Jorge, Samambaia, Tupi, Caiçara e Solemar.

      Almoço na Creche do Idoso Guilhermina

O serviço é voltado aos idosos que possuem famílias, porém os familiares precisam de um espaço seguro e confortável para deixá-los enquanto trabalham. Os idosos são atendidos de segunda a sexta-feira, chegam no período da manhã e ficam até o fim do dia, quando a família vem buscá-los.

Na unidade, os idosos recebem alimentação adequada e participam de atividades físicas e motoras. Todos têm a opção de participar de caminhadas, ginástica adaptada, jogos de baralho, dominó e trabalhos manuais, como bordado e costura.

O Centro Dia serviu de modelo para o Governo Estadual instalar o serviço em outras cidades do Estado. Em 2019, mais de 100 idosos são atendidos.