Transformação dos Centros Expandidos

Pensando em fortalecer o comércio local, Alberto Mourão planejou diversas obras nos Centros Expandidos Boqueirão e Ocian. Dessa forma, e graças à boa gestão, Praia Grande construiu um novo cenário que beneficia comerciantes, moradores e turistas.

Dono de uma mente inovadora, Mourão trouxe ideias de diversas partes do mundo para serem executadas no município, trabalhando assim para o desenvolvimento econômico da cidade. Todas as obras realizadas assumem papel fundamental na estrutura turística da cidade, o que atrairá ainda mais investidores e pessoas interessadas em comprar imóveis.

O pensamento amplo de Alberto Mourão sobre os projetos criados por ele e sua equipe, faz com que diversos setores sejam impactados positivamente. Em sua gestão, a Administração também tem trabalhado constantemente na mobilidade urbana, pensando justamente no crescimento das atividades, que deverá oferecer melhores condições aquecer a economia local e gerar empregos.

Obras foram divididas em etapas

Ocian- O Centro Expandido do Bairro Ocian, que compreende a Rua Dr. Vicente de Carvalho, Avenida Dom Pedro II e Rua Oceânica Amábile, e suas vias transversais no trecho da Avenida Presidente Kennedy até a Presidente Castelo Branco, passam por revitalização. O projeto também inclui a reestruturação da Praça Dr. Roberto Andraus, conhecida por abrigar as feiras de artesanato e de alimentação.

O projeto também inclui a reestruturação da Praça Roberto Andraus, onde é realizada a feira de artesanato, aos finais de semana, feriados e durante a temporada.

A Rua Olavo Bilac vai ganhar novo trecho, ladeando a Igreja e interligando a mesma à Rua Oceânica Amábile. Dessa forma, a igreja ficará separada da praça. Haverá calçadas e espaços externos adequados para os pedestres e público que frequentam o local. O espaço contará com um novo acesso para os veículos, dando um melhor ordenamento ao trânsito local.

A praça passará também por remodelação estrutural, ganhando três estruturas pergoladas cobertas com policarbonato compacto, que terão função de múltiplo uso, como o da Av. Presidente Costa e Silva. A estrutura da Avenida Dom Pedro II contará com uma estrutura de 44 m x 6 m, onde funcionará a área de alimentação da feira de artesanato, além de contar com um lounge, com mesas e cadeiras onde os frequentadores poderão se encontrar, interagir de uma maneira relaxada e desfrutar dos produtos do comércio local. Junto ao novo trecho das ruas Olavo Bilac e Gilberto Amado haverá outras estruturas, com 38,5m x 6m e 33m x 6m, onde ficarão os artesãos. Nos demais dias, os espaços poderão ser utilizados para realização de outras atividades.

A praça terá piso em pedra Goiás e paisagismo especial, priorizando a preservação das árvores existentes, da mesma forma que foi feito no Centro Expandido Boqueirão. Contará também com moderno mobiliário urbano para conforto dos usuários. Novas instalações elétricas, luminárias e câmeras de segurança complementarão as ações, que propiciarão mais conforto e segurança para moradores, comerciantes e turistas.

Obras oferecem mais qualidade de vida e segurança

Boqueirão- As obras de revitalização do Centro Expandido Boqueirão valorizaram ainda mais os comércios e imóveis, melhoraram a mobilidade urbana e acessibilidade. Os trabalhos contaram com reconstrução de calçadas, colocação do piso em pedra Goiás e podotátil, rampas para pessoas com deficiência e iluminação.

Atualmente, o bairro do Boqueirão passa pela terceira etapa de obras de revitalização. Na última, os trabalhos foram realizados no quadrilátero delimitado pelas Avenidas Costa e Silva, São Paulo, Castelo Branco e Rua Oswaldo de Oliveira, totalizando 1,9 km de vias. O investimento total do projeto, que prevê 10 quilômetros de vias beneficiadas, foi de cerca de R$ 15 milhões.

Ao final de todas as etapas, serão beneficiadas as vias que compreendem o quadrilátero limitado pelas avenidas Marechal Mallet, Presidente Costa e Silva, Castelo Branco e Avenida Marechal Hermes Kennedy.

Também está prevista a execução de um grande projeto de drenagem na Avenida Paris e ruas Londrina e Rui Barbosa, para substituir o atual sistema, que está subdimensionado, aumentando a capacidade de captação das águas pluviais e comisso minimizando a possibilidade de alagamentos.