Cultura para todos

Coral faz apresentação no Palácio das Artes                                        

Popularizar a cultura: essa foi a principal meta de Alberto Mourão para levar arte para todos os moradores da Praia Grande. No início da década de 90, existia na cidade apenas uma biblioteca municipal e a Casa da Cultura, que realizava exposições e apresentações de grupos teatrais. Contudo, esses espaços eram pouco frequentados pelos moradores da periferia, pois ainda persistia a crença de que somente as classes com maior poder aquisitivo frequentavam tais locais.

Para deixar claro que cultura é um direito constitucional e que todos devem ter acesso a ela, independentemente de raça, sexo, idade, religião ou classe social, durante a gestão de Mourão, a Administração estendeu atividades aos bairros, organizando oficinas culturais. Mas ainda assim, o então chefe do Executivo percebia a dificuldade de infraestrutura em muitos locais.

Mourão, que sempre foi detentor de um pensamento visionário, nunca ficou limitado aos problemas que cercavam a região. Sua mente sempre esteve muito mais focada em solução, e apesar de respeitar a opinião de quem já ocupou seu lugar, ele nunca se intimidou com as tentativas feitas por governos anteriores que não deram certo, até porque Mourão sempre foi muito voltado para inovação. Sendo assim, as ideias de revolucionar um setor, dificilmente haviam passado pela cabeça de outros prefeitos. Um dos planos grandiosos do então chefe do Executivo estava em construir uma área que abrangesse inúmeros formatos de atividades culturais.